Mação, Portugal

Património Imaterial

Uma das componentes do projecto Ciências Participativas passa pela recolha de e informação e caracterização  do Património Imaterial. 

O Património Cultural Imaterial corresponde às tradições que herdamos dos nossos antepassados e que são transmitidas entre gerações, de pais para filhos, de avós para netos, ou às vezes entre pessoas de uma mesma geração.

O Património Cultural Imaterial encerra dentro de si a capacidade de as pessoas reconhecerem essas tradições como fazendo parte importante da sua história e da sua cultura, dando-lhes um sentido de pertença a uma comunidade, como por exemplo o local onde nasceram, onde vivem, ou onde trabalham. P património Imaterial não se traduz apenas em expressões culturais que se vivenciam e partilham em comunidade, pois com frequência estão associadas a um determinado lugar, a edifícios e a objetos. Em suma, o Património Imaterial pode ser definido como de práticas, expressões e representações, manifestadas através de tradições oras, tradições artísticas e performativas, práticas sociais, rituais e festivas, conhecimentos e práticas relacionadas com a natureza e o universo, assim como os saberes e técnicas tradicionais. Essas práticas, expressões e representações estão também elas associadas a saberes e técnicas, a objetos e lugares que as comunidades e os grupos reconhecem como pertencendo ao seu património cultural, são transmitidas entre gerações e estão em constante recriação, proporcionando um sentido de identidade e continuidade aos grupos e comunidades.

 
O Património Imaterial está sempre associado a pessoas, pois são elas que garantem a sua existência, vivenciando-o e transmitindo-o às gerações futuras. E mesmo quando essas expressões deixam de ser vivenciadas, como por exemplo uma técnica tradicional que deixou de ser utilizada, é, em muitos casos, graças à memória das pessoas que podemos ainda conhecer essas tradições.

Fonte: Margarida Morais.

 

Ir para Formulário